MUY AMIGA RYANAIR

Nesses dias estava fuçando no site da ryanair quando apareceu o banner vermelho – Junho especial: a partir de 3 euros o trecho, com taxas e impostos incluídos. Cara, assim não há quem resista a tentanção de uma barganha dessas e viajar se achando o mestre das vantagens e senhor das relações de consumo. Convenhamos, seria um ledo engano achar que a nossa muy amiga ryanair estaria louca, com descontos inimagináveis para aqueles que clicassem no banner vermelho com passagens a 3 euros, ou seja, imaginar que a toda-poderosa Ryan chegou ao olimpo das low-costs por acaso. Então, vamos a alguns pensamentos …

Não precisa ser expert para saber que a estratégia de marketing funciona. O camarada tá na dele, tranquilo, quando de repente vê o link patrocinado em algum portal de notícias e  pronto, não resiste em constatar tão quanto é verdadeira a promoção.

Sem nem pensar em viajar o sujeito clica … nossa! passagem a 3 euros. Todavia,  a tarifa é restrita a certos dias, saídas específicas a alguns aeroportos e o que é pior, a passagem  de 7 euros é muito mais interessante que a de 3; a de 15 mais que a de 7, e assim por diante. Na minha opinião, o mainframe da nossa amiga identifica os dias mais fracos, os horários, os trechos menos utilizados e o percentual de asssentos disponíveis para a mega promoção. (Oh! conclusão de um gênio)

Já fisgada, a vítima nem sempre atenta para isso. Ora bolas! ela quer mesmo é viajar e se divertir no tão sonhado destino. E nessa hora, a diferença de 3 para 15 euros não vale mais que um lanche do McDonalds … não sabe ela as supresas que vem pela frente.

Muito prazer, a vítima sou eu mesmo. Comprei a passagem de 7 euros me achando o próprio Ricardo Freire, daí acrescentando 5 euros de taxa de administração do cartão de crédito mais os 8 euros do transfer bus no destino (empresa que pertence a Ryanair), chegamos, então, ao total  mágico de 20 pratas, um absurdo pra quem sonhava em gastar 3 euros.

Ainda assim, somos buenos amigos … aprendi com as teorias econômicas de Downs, Mankiw, etc. que a racionalidade é determinante nas escolhas dos indivíduos. De um lado a empresa, de todas as maneiras tentando bater suas metas de lucro, e de outro este pobre e não tão iludido consumidor, tomando as escolhas que mais lhe convém em determinado momento … e o resto é história pra contar no blog de viagem.

Abraços

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s